terça-feira, 11 de maio de 2010

Doce ilusão


 A história aconteceu em alguns posts atrás, quando contei que tinha dado uma bota para minha mãe de aniversário e com a maior sinceridade do mundo ela virou para mim com aquele olhar singelo e disse : - Ah filha, não gostei!!!

Para quem se lembrou, contei também que fomos até a loja para trocar a dita cuja, minha mãe, doente por consumismo, já começou a tremer na porta até mesmo antes de colocar os pés no tapete. É sim gente, é doença, no caso dela, até o psiquiatra já falou que não tem solução.

Quanta coisa linda meu senhor!!!!!!! Era meia pata, era ankle boots, era cowboys, era open boots, azul royal, marrom, cinza, vinho, pink....AHHHHH.....acho que até entendo minha mãe....senhor me faça rica algum dia, mande a mega sena acumulada bater aqui na porta de casa, peça pro Boninho me achar na calçada e me levar pro Big Brother caceteeeeeeeeeee......

Ponto, continuemos a história. Foi então que me deparei com aquela coleguinha ali de cima, como uma mãe bondosa e sem medo de gastar (até aquele momento) me ofereceu aquela sétima maravilha do mundo como presente ( talvez pelo remorso de ter falado para toda a família e mais metade da população conhecida  desta que não tinha gostado do pesente e me rebaixado perante a sociedade pelo meu "péssimo gosto", óbvio, tanta bondade só pode ter sido isso: PESO NA CONSCIÊNCIA).

Meu lado interesseiro aflorou naquele momento e fui para a casa com sacola a postos sorrindo feito "Marcos Frota". Pois bem, mal sabia, mal sabia que tudo mudaria apartir do dia 11/5......

 

Juro....eu conto tudo no próximo capítulo!!!! (kkkkkk)

4 comentários:

  1. Ai ai ai!
    Que coisa hein! Me deixou curiosa kkkk

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Deus do céu!!! Eu odeio próximos capítulos! Vou ficar pensando nisso agora! hahaha

    Eu amo sapatos e botas... e bolsas! Mas sabe a que não resisto? Maquiagem! Compro mesmo! :P


    Beijos, Crisinha!

    ResponderExcluir
  3. Hoje ofereci as cores da minha paleta
    A uma amiga na sua dor
    Ouvi seu choro ao meu ouvido
    No fatalismo do desamor

    Hoje o sono acordou-me
    A nostalgia agitou suas asas cinzentas
    Esqueci no acordar o ultimo abraço
    E contei as nuvens que eram tantas


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  4. hauahauahuahauahau

    Estou ansiosa para saber o desfecho!

    Bjinhos***

    Bom final de semana! =)

    ResponderExcluir